Acampar…

Decidimos que iamos acampar.

No Domingo lá fomos. Acampar para o parque da Orbitur em S. Pedro de Moel.
O T. já lá tinha estado uma vez, por isso resolvemos que era um bom sítio para começar.
Chegámos lá, armámos a tenda e atolámos o carro na areia. Já era demasiado tarde, segundo nos disseram, para nos rebocarem nesse dia. Tivemos que esperar até ao dia seguinte, no qual nos disseram que não podiam ajudar naquele momento porque não tinham a corda, blá, blá, blá.
Já estava tão farta de não ter o carro que comecei a escavar com as mãos a areia que prendia o carro. A “barriga” do bicho estava encostada ao chão. Estava mesmo bem enterradinho.
Passados uns minutos um senhor holandês, da caravana em frente, veio emprestar-me uma pá e disse que nos ajudava a empurrar o carro.
A vizinha da tenda do lado, a Silvie, comecou também a cavar. Estava grávida de uns 5 meses.
A dada altura apareceu um senhor numa carrinha cheia de miúdos que ficou a olhar. Perguntou se tinhamos uma corda. Dissémos que não. Encolheu os ombros e foi-se embora.
Depois de cavar o carro a toda a volta (da parte da frente) lá o conseguimos soltar. Fui entregar a pá e veio a família holandesa toda ajudar a empurrar. Empurrámos o carro para trás e conseguimos sair do buraco. Dois minutos depois aparece o tractor (que tinhamos pedido umas 10 vezes antes para nos vir rebocar).
Obrigadinha…
Afinal o senhor da carrinha tinha ido à recepção queixar-se que estava uma grávida a cavar com as mãos.
Esteve um tempo chato, daquele nevoeiro que parece que está a chover. E vento e frio.
E depois de 2 noites fora, voltámos. Não sem ter antes um pequeno problema de insolação para resolver nos próximos dias…Super!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *